3031-3888 | 9 9975-0793 Pré-Agendamento

SELECIONE ABAIXO

Restauração

O que é uma restauração?

A restauração é uma forma de fazer com que o dente afetado pela cárie volte à sua forma e sua função normal. Quando o dentista faz uma restauração, ele primeiro remove a parte do dente que esta deteriorada, limpa a área atingida e então preenche a cavidade limpa com um material de restauração. Ao fechar os espaços onde as bactérias podem se infiltrar, a restauração também ajuda a prevenir uma deterioração posterior. Os materiais utilizados para as restaurações podem ser ouro, porcelana, uma resina composta (restauração da cor do dente) e amálgama (uma liga de mercúrio, prata, cobre, estanho e algumas vezes zinco).

O que são restaurações em resina composta?

São restaurações em resina, que é um material plástico, “da mesma cor dos dentes”, cujo endurecimento se obtém com um aparelho que produz um forte raio de luz azul. Sua grande vantagem é a estética que é proporcionada, tornando-se às vezes imperceptível nas distâncias normais em situações corriqueiras do convívio social. Com o advento dos adesivos dentinários (substâncias químicas que produzem adesão da resina à dentina) e de novas resinas condensáveis e as do tipo “flow”, pode se conseguir trabalhos de surpreendente durabilidade estética, dependendo das visitas regulares do paciente e de sua higiene bucal.

Qual o melhor tipo de restauração?

Não existe um único tipo ideal para todas as pessoas. O que é melhor para cada um será determinado pela extensão do preparo, a possível alergia a certos materiais, o local da boca que precisa ser restaurado e o custo, etc. Existem indicações para cada um, embora as mais aceitas atualmente sejam as resinas compostas, devido a sua estética muito superior (Figura abaixo).

Quais as indicações das resinas compostas?

As restaurações com resina, para dentes posteriores estão indicadas para os seguintes casos:

· Paciente baixo risco á cárie;

· Dentes com cáries incipientes (pela primeira vez);

· Regiões estéticas;

· Pacientes com oclusão normal (dentes na posição certa);

· Periodonto sadio (não tem doença periodontal ou de gengiva)

Quais as contra-indicações?

As contra-indicações para o uso de resinas em dentes posteriores são:

· Pacientes com alto risco de cárie (excessivo número de dentes cariados);

· Pobre higiene bucal;

· Pacientes com oclusão ruim (errada)